HORIZONTAL – TOP BANNNER SOL E NEVE, ASAS MOTOPEÇAS & FADECIT
HORIZONTAL – TOP BANNNER SOL E NEVE, ASAS MOTOPEÇAS & FADECIT
HORIZONTAL – TOP BANNNER SOL E NEVE, ASAS MOTOPEÇAS & FADECIT
HORIZONTAL – TOP BANNNER SOL E NEVE, ASAS MOTOPEÇAS & FADECIT

Segunda etapa do ENEM acontece neste domingo (12)


GERAL

Portões de locais de prova do Exame Nacional serão fechados às 13h00, no horário de Brasília.

No segundo dia de prova do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), que acontece neste domingo, 12 de novembro, os horários de abertura e fechamento dos portões serão os mesmos do primeiro dia de prova. Todos os portões serão abertos às 12h00 e fechados impreterivelmente às 13h00, conforme horário de Brasília. As provas começam 30 minutos após o fechamento dos portões.

A atenção deve ser redobrada em estados que tenham fuso horário diferente ou que, ao contrário de Brasília, não estejam no Horário Brasileiro de Verão. Os candidatos devem chegar com antecedência, pois em locais grandes ou muito movimentados o tempo para achar a sala de prova pode ser maior que o esperado. Como o Enem está marcado para o fim de semana, os estudantes devem lembrar que nesses dias o número de linhas de transporte público costuma ser menor.

Por causa do fuso horário no Brasil, no Acre os portões fecham às 10h (horário local). Já nos estados do Amazonas, Rondônia e Roraima os candidatos só poderão entrar no local da prova até as 11h (horário local). Alagoas, Amapá, Bahia, Ceará, Maranhão, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Pará, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte, Sergipe e Tocantins fecharão os portões às 12h (horário local). No Distrito Federal, Espírito Santo, Goiás, Minas Gerais, Paraná, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Santa Catarina e São Paulo, o horário final é 13h (horário local).

No domingo serão aplicadas as provas de matemática e ciências da natureza, com 4h30 de duração. O candidato que sair da sala em até duas horas após o início da prova terá sua nota zerada.

Universidades definem como notas do Enem podem ser aproveitadas na seleção

Cada instituição de ensino tem autonomia para definir como o desempenho do candidato no exame será aproveitado em seu processo seletivo.

A prova do Enem é dividida em 180 questões, distribuídas em quatro áreas do conhecimento: Matemática, Linguagens, Ciências da Natureza e Ciências Humanas.

Cada um desses grupo tem um peso diferente na nota final do candidato e interferem na escolha do curso e da instituição. O que deve mudar a forma como o estudante se preparara para o exame também.

A presidente organizacional do pré-vestibular Galt, voltado para alunos de baixa renda de Brasília (DF), diz que é essencial estar atento ao peso das provas. “O Enem é difícil não só pelo conteúdo. O aluno precisa entender o que a banca pede. É importante também praticar com provas antigas e resolver as questões com o tempo que fariam no dia.”

O resultado final dos estudantes não é absoluto. Cada instituição de ensino superior tem autonomia para definir como o desempenho no Enem será aproveitado na seleção.

Com a divulgação dos resultados, os candidatos podem fazer o cadastro no Sistema de Seleção Unificada (Sisu), para concorrer às vagas em instituições públicas de todo o País, ou no Programa Universidade para Todos (Prouni), que concede bolsas de estudo parciais ou integrais. Por isso, Gabriela alerta que a escolha do curso deve ser consciente. “É muito importante que pesquisem sobre o curso, verifiquem as matérias obrigatórias. Além disso, têm que avaliar se querem mudar de estado e as condições de morar fora”, ponderou.

Nota de corte

Durante uma semana, a nota mínima para entrar nos cursos varia conforme as inscrições são registradas e são diferentes entre os cursos e também universidades. Por isso, os candidatos têm de analisar qual instituição oferece as melhores condições de acordo com a nota obtida.

Já decidir o curso antes de fazer a prova permite que os candidatos se preparem conforme a nota que precisarão alcançar para a aprovação. Assim, pode se dedicar mais às matérias relacionadas ao curso, que terão peso maior na seleção. “Manter uma rotina de estudos para cada curso é essencial. Existe um estudo individualizado para cada caso”, finalizou.

O VIGILANTE ONLINE
Fonte: Portal Brasil, com informações do Inep

TOP BANNER EM BREVE NOVO PORTAL
Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE