HORIZONTAL – TOP BANNNER SOL E NEVE, ASAS MOTOPEÇAS & FADECIT
HORIZONTAL – TOP BANNNER SOL E NEVE, ASAS MOTOPEÇAS & FADECIT
HORIZONTAL – TOP BANNNER SOL E NEVE, ASAS MOTOPEÇAS & FADECIT
HORIZONTAL – TOP BANNNER SOL E NEVE, ASAS MOTOPEÇAS & FADECIT

Vereador alerta sobre intenção do Governo de Minas rebaixar 6ª Cia PM Ind


LEOPOLDINA

Possibilidade do retrocesso para Leopoldina não foi bem recebida pela população. Prefeito se reúne com Comandante da 4ª Região da PMMG em Juiz de Fora e discorda da medida. Presidente da Câmara se reunirá com vereadores para firmar posição contrária ao rebaixamento.

Em pronunciamento proferido na Câmara Municipal durante a reunião ordinária do dia 7 de novembro, o vereador José Augusto Cabral deu conhecimento aos demais vereadores sobre a possibilidade de rebaixamento da 6ª Companhia de Polícia Militar Independente, sediada em Leopoldina. De acordo com as informações obtidas pelo vereador, estudos do Governo de Minas pretendem modificar a estrutura da PMMG no estado, fechando Batalhões e rebaixando Companhias Independentes, como a de Leopoldina, que passariam para a condição de Companhia Especial ou Companhia Comum.

Segundo José Augusto Cabral, se tal proposição for efetivada, a Unidade da PM em Leopoldina perderia seu status de Companhia Independente e passaria a ser subordinada ao 21º Batalhão de Ubá, como era no passado.

No dia seguinte ao pronunciamento feito por José Augusto na Câmara Municipal, o vereador foi convidado a participar do programa Jornal da Cidade, levado ao ar pela Rádio Jornal AM, para falar a respeito do tema.

Na entrevista, Cabral reiterou a gravidade da situação enfrentada por Leopoldina em relação à segurança pública, considerou a possibilidade de rebaixamento da 6ª Cia Ind um retrocesso inaceitável e conclamou a união das lideranças políticas e dos demais segmentos de Leopoldina a deixarem a vaidade de lado, somando esforços para reverter a situação. “Não podemos concordar com a intenção do Governo de Minas, do Governador Fernando Pimentel. Num momento em que Leopoldina e as nossas polícias precisam de mais investimentos, a possibilidade de rebaixamento é algo grave, que não podemos aceitar”, afirmou o vereador.

O vereador mencionou na entrevista que em seu pronunciamento na reunião do Legislativo fez um apelo aos seus pares na Câmara para que eles procurassem seus deputados estaduais e federais, com o objetivo de fortalecer esta luta em defesa de Leopoldina.

José Augusto citou que no mês de setembro uma grande mobilização foi promovida pelo Prefeito de Viçosa, Angelo Chequer, que reuniu prefeitos das cidades vizinhas e demais autoridades, além de representantes da sociedade civil organizada, para rechaçar a intenção do governo de rebaixar a 10ª Cia PM Ind sediada em Viçosa à condição de Companhia comum ou Companhia Especial. A pressão surtiu efeito, e após expressarem aos representantes da PMMG e do governo estadual sua insatisfação, comenta-se que no lugar do rebaixamento daquela Unidade já se estuda elevar a 10ª Cia PM Independente à condição de Batalhão.

O vereador mencionou na entrevista que em seu pronunciamento na reunião do Legislativo fez um apelo aos seus pares na Câmara para que eles procurassem seus deputados estaduais e federais, com o objetivo de fortalecer esta luta em defesa de Leopoldina.

Nesta segunda-feira, 13 de novembro, após o episódio ter se tornado de conhecimento público a partir da denúncia feita pelo vereador José Augusto Cabral, o Prefeito de Leopoldina, José Roberto de Oliveira, publicou em sua página pessoal nas redes sociais que diante da proposta do Governo do Estado, que estuda a possibilidade de rebaixamento da fração da Polícia Militar em Leopoldina, comunicou-se imediatamente com o deputado estadual Antônio Jorge, que marcou uma audiência com o comandante da 4ª Região da PMMG, em Juiz de Fora, Coronel Alexandre Nocelli. José Roberto afirmou que segundo o Coronel existe um estudo por parte do governo, que visa o contingenciamento das forças policiais, e que uma das estratégias é a extinção de alguns Batalhões e Companhias Independentes, a fim de diminuir a presença de policiais na administração dos quartéis, empregando esses policiais nas atividades de rua.

O prefeito declarou que foi firme e taxativo, dizendo gentilmente que não concordava com tal argumento. Disse também que iria, inclusive, rever a assinatura do novo convênio, pois a Prefeitura Municipal sempre cumpriu suas obrigações corretamente com a Polícia Militar.

Ao chegar a Leopoldina, José Roberto informou que convocou uma reunião com todos os secretários “a fim de tomarmos uma decisão segura para enfrentamento da situação, sendo a melhor solução uma aglutinação de forças de toda a sociedade”, explicou o Prefeito.

Na reunião da Câmara Municipal desta segunda-feira, 13 de novembro, o Presidente daquela Casa, Pastor Darcy Portela (foto abaixo), adiantou que se reunirá com os vereadores para que o Poder Legislativo de Leopoldina adote uma firme posição contrária à possibilidade de rebaixamento da 6ª Companhia de Polícia Militar Independente.

O VIGILANTE ONLINE

 

TOP BANNER EM BREVE NOVO PORTAL
Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE